O PSI20 fechou o ano a cair 26,84% para 4.798,99 pontos, a quarta pior prestação a nível mundial do ano, além de ter perdido duas das suas cotadas, o BES e o Espírito Santo Financial Group (ESFG).

De acordo com a Lusa, além dos dois títulos que deixaram de ser negociados no principal índice da praça lisboeta (PSI20), após o colapso do império Espírito Santo - o ESFG era o maior acionista do Banco Espírito Santo (BES) - o ano de 2014 foi negro para uma série de cotadas que perderam grande parte do seu valor, com a Portugal Telecom (PT) à cabeça.

A operadora de telecomunicações liderou a lista de desvalorizações ao baixar 73% em 2014, seguida pelo BCP, que caiu 61%, e pelo Banif, que regrediu 46%.