O presidente do BES, Ricardo Salgado, e o presidente do BES Investimento, José Maria Ricciardi, emitiram esta segunda-feira uma declaração conjunta anunciando um entendimento sobre o processo de sucessão na liderança no Grupo Espírito Santo (GES).

«O Dr. Ricardo Espírito Santo Salgado esclarece que, quando vier a ser iniciado o processo de sucessão, considera que o Dr. José Maria Espírito Santo Ricciardi reúne todas as condições para ser um dos membros possíveis à sua sucessão», lê-se na nota enviada à agência Lusa, que é assinada pelos dois banqueiros.

Por seu turno, segundo o documento, «o Dr. José Maria Espírito Santo Ricciardi, em função de um conjunto de esclarecimentos obtidos, reitera o voto de confiança na liderança executiva do Dr. Ricardo Espírito Santo Salgado nas condições apresentadas na reunião do conselho superior do Grupo Espírito Santo no passado dia 7 de novembro».

Na prática, isto significa que o atual presidente do Banco Espírito Santo (BES) reconhece que José Maria Ricciardi poderá vir a ser o seu substituto à frente dos destinos do GES, ao passo que o líder do BES Investimento apoia a manutenção de Salgado na presidência do grupo.

«Após esclarecimentos havidos entre as partes, ficou clarificado que nunca houve uma tentativa de 'golpe de estado' no Grupo Espírito Santo», conclui a declaração conjunta.