A Comissão de Mercado e Valores Mobiliários fez buscas em pelo menos três agências do novo Banco, à procura de documentos relativos à alegada venda de papel comercial de sociedades do Gripo Espírito Santo, escreve o Jornal de Negócios.

Em causa estarão os processos de reclamação em terno do produto financeiro que tem conduzido a alguma tensão entre o regulador do mercado de capitais e o Banco de Portugal.

Neste momento admite-se que houve erros na venda de papel comercial aos balcões do BES.

Há 2.508 clientes do BES que subscreveram papel comercial do GES que valem 550 milhões de euros e que não foram reembolsados. A solução ainda está em debate.