O presidente do BES disse esta sexta-feira que já se começam a ver sinais de recuperação económica, mas afirmou também que o pico do crédito malparado ainda deverá ser sentido mais para o final deste ano.

BES regista prejuízo de 237 ME no primeiro semestre

Em conferência de imprensa de apresentação dos resultados semestrais do banco, Ricardo Salgado disse que no road show feito o ano passado foi dito aos investidores que o crédito malparado deveria atingir o seu pico em Portugal no primeiro trimestre deste ano, mas que hoje essa previsão foi ultrapassada.

«A realidade dos factos é que os efeitos da austeridade e da conjuntura europeia foram piores do que prevíamos e por isso hoje podemos constatar que o pico do crédito vencido poderá acontecer para final do ano, final do terceiro trimestre e princípio do quarto trimestre», disse Ricardo Salgado.

Ainda assim, o banqueiro disse acreditar que esse cenário poderá ser melhor do que o previsto se forem concretizados os sinais de recuperação económica que já antevê.

«Poderá melhorar se os sinais de recuperação económico que temos estado a observar se traduzirem numa realidade mais concreta. A recuperação já se está a manifestar em vários níveis», considerou, citado pela Lusa.

Ricardo Salgado disse ainda que o crédito vencido do BES aumentou em 674 milhões de euros no primeiro semestre face ao período anterior.

No primeiro semestre, o BES registou um resultado líquido negativo de 237,4 milhões de euros, um prejuízo que contrasta com o lucro de 25,5 milhões de euros no primeiro semestre de 2012.

Em comunicado, o BES diz que o resultado foi «afetado negativamente pela evolução da receita (o produto bancário caiu 17,6% para 982,4 milhões de euros) e pelo reforço de provisões em 75,3% para 747,3 milhões de euros».