Nas gravações reuniões do Conselho Superior do GES que são divulgadas pela TVI, esta quarta-feira, nota-se a evolução da posição da família face ao contabilista.

Numa primeira fase, Ricardo Salgado assume a defesa de Machado da Cruz, elogia a sua decisão ao Grupo (onde trabalhou 22 anos) e admite a necessidade de o proteger.

Mais tarde, já em julho, a família fala do abandono a que Machado da Cruz diz ter sido votado e de um pedido de indemnização para deixar o grupo.

Oo «commissaire aux comptes» da Espírito Santo International é ouvido esta quinta-feira, dia 8 de janeiro, na comissão de inquérito ao BES, à porta fechada, a seu pedido.

A TVI tem vindo a divulgar várias gravações desde a segunda quinzena de dezembro. Nas reuniões do conselho superior do GES participavam os cinco ramos da família. Funcionavam como um fórum onde se discutiam estratégias e negócios ao mais alto nível. 
  
Muitas destas conversas foram reveladas nas últimas semanas pela imprensa. Mas, na TVI, entendemos que a divulgação do som permite uma melhor avaliação de qual era a dinâmica das decisões e de como era exercida a liderança do grupo. 

Reveja as gravações anteriores:

As gravações do GES

As gravações do GES II

As gravações do GES III

As gravações do GES IV

As gravações do GES V

As gravações do GES VI 

RESUMO de todas as gravações