A TVI teve acesso a gravações das reuniões do Conselho Superior do GES. Reuniões restritas, em que participavam os cinco ramos da família e que funcionavam como um fórum onde se discutiam estratégias e negócios ao mais alto nível.
 
Muitas destas conversas foram reveladas nas últimas semanas pela imprensa. Mas, na TVI, entendemos que a divulgação do som permite uma melhor avaliação de qual era a dinâmica das decisões e de como era exercida a liderança do grupo.
 
Num primeiro excerto, de uma reunião efetuada em novembro de 2013, é discutida a repartição das comissões obtidas no negócio dos submarinos, além de se perceber a quem eram pedidas informações e explicações.
 
Ainda a  propósito deste negócio, em que esteve envolvida uma empresa participada do GES, a ESCOM, há uma divergência sobre valores e compromissos entre um membro da família, Manuel Fernando Espírito Santo, que esteve ontem a depor na Comissão de Inquérito, e os restantes representantes dos diversos ramos familiares.

A conversa é protagonizada por Ricardo Salgado e pelo próprio Manuel Fernando Espírito Santo.