A correspondente portuguesa da Espirito Santo Financial Group tem 160 credores. A lista provisória que foi entregue no tribunal de comércio de lisboa inclui bancos internacionais e portugueses, como o Millennium e o Goldman Sachs. 

Há também dezenas de particulares e fornecedores de serviços como o Banco de Portugal

A Espirito Santo Financial Portugal está em falta com 160 credores, num total de 330 milhões de euros. A grande fatia é devida à empresa mãe, a Espirito Santo Financial Group no Luxemburgo, com um emprestimo que chega aos 223,6 milhões de euros.

As páginas divulgadas pelo «Jornal de Negócios» incluem dezenas de investidores particulares, muitos portugueses, que aplicaram entre 100 mil e 300 mil euros na empresa.

Na banca, o Credito Agricola reclama uma divida de 2,8 milhões e o Millennium BCP surge com um credito de 831 mil euros.

São vários os bancos internacionais que investiram na ESF. O Barclays...reclama um total de 4 milhões de euros e o Goldman Sachs 3,8 milhões. O dinheiro também faltou para pagar aos fornecedores. O Banco de Portugal tem quase 3 mil euros a receber por serviços prestados.