Os custos com pessoal das empresas recuaram 8,6% em 2012, um agravamento em relação à descida de 2,8% verificada no ano anterior, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Banco de Portugal (BdP).

De acordo com a «Análise Setorial das Sociedades não Financeiras em Portugal 2012-2013», em termos de dimensão das empresas, a queda dos custos com pessoal no ano passado foi de 11,1% nas pequenas e médias empresas (PME), de 7,1% nas microempresas e de 6,4% nas grandes empresas.

Uma análise por setores de atividade permite concluir que todos os setores registaram reduções, com a construção a liderar (17,7%), seguida pelo comércio (8,8%), outros serviços (8,1%), indústria (6,2%), agricultura (2,7%) e eletricidade e água (1,5%).

Em 2010, os custos com pessoal das sociedades não financeiras tinham aumentado 0,6%, em 2009 recuado 0,2% e em 2008 subido 5,7%.

O estudo do Banco de Portugal analisa a situação económica e financeira do setor das sociedades não financeiras em Portugal, tendo por base a informação compilada pela sua central de balanços.