O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, apelou esta quinta-feira em Bruxelas a um maior empenho dos parceiros sociais na União Económica e Monetária (UEM) e na governação económica, no âmbito do Semestre Europeu, avança a Lusa.

«As considerações sócio económicas têm que ser mais proeminentes nas estruturas da governação económica e os parceiros sociais, a nível europeu e nacional, têm que se envolver mais neste processo», disse José Manuel Durão Barroso, no final da Cimeira Social Tripartida, que antecedeu o Conselho Europeu de hoje e sexta-feira.

A Cimeira Social Tripartida é uma instância de diálogo entre as instituições da UE - representadas pelos presidentes Comissão Europeia, do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, e, neste caso, pela Presidente da Lituânia, Dalia Grybauskait, país que assume a presidência semestral da UE.

Os parceiros sociais são representados pela associação europeia de empregadores, BusinessEurope, e pela Confederação Europeia dos Sindicatos (CES).

A cimeira social serviu ainda para debater a proposta da Comissão Europeia de criar um novo painel de avaliação que permita identificar melhor e mais cedo os principais problemas de desemprego e sociais, no âmbito do Semestre Europeu.