O Banco Internacional do Funchal (Banif) comunicou esta segunda-feira à Comissão do Mercado de Valores Imobiliário (CMVM) o pedido de renúncia de dois membros do seu conselho de administração, nomeadamente de uma filha do ex-presidente do banco, Horácio Roque.

Além de Maria Teresa Henriques da Silva Moura Roque, filha do falecido fundador Horácio Roque, pediu também a renúncia ao cargo no conselho de administração do Banif Nuno José Roquette Teixeira.

Segundo o banco, Maria Teresa Henriques da Silva Moura Roque vai manter «todas as demais funções exercidas em entidades do grupo Banif e assumirá a coordenação transversal do respetivo programa de responsabilidade social e sustentabilidade».

Nuno José Roquette Teixeira decidiu renunciar a todas as funções exercidas em entidades do Grupo Banif, para «abraçar um projeto pessoal», adianta o comunicado.

Na comunicação à CMVM, o Banif indica ainda que os pedidos de renúncia produzem efeitos no final do mês de agosto, «salvo se, entretanto, forem designados ou eleitos respetivos substitutos».