As remessas dos emigrantes portugueses subiram 10,7%, para 257,2 milhões de euros em agosto deste ano, ao passo que as verbas enviadas pelos estrangeiros a trabalhar em Portugal aumentaram 4,4% para 50 milhões.

De acordo com o Boletim Estatístico do Banco de Portugal, hoje disponibilizado, os portugueses a trabalhar no estrangeiro enviaram em agosto deste ano 257,2 milhões de euros, o que representa uma subida de 10,7% face aos 232,3 enviados em agosto do ano passado.

Em sentido inverso, as verbas enviadas pelos estrangeiros a trabalhar em Portugal aumentaram de 47,75 milhões de euros, em agosto de 2014, para 50 milhões de euros em agosto deste ano, o que representa uma subida de 4,46%.

Como é habitual, os emigrantes portugueses em França foram os que mais contribuíram, tendo enviado 85,7 milhões de euros, ao passo que os trabalhadores na Suíça remeteram para Portugal o equivalente a 62,3 milhões de euros.


Remessas dos angolanos em Portugal sobem


As remessas dos trabalhadores portugueses em Angola desceram 15,3% em agosto, para 19,3 milhões de euros, enquanto o dinheiro enviado pelos angolanos a trabalhar em Portugal aumentou 88%, para 1,6 milhões.

De acordo com os dados do regulador, os portugueses a trabalhar em Angola enviaram, em agosto, 19,38 milhões de euros, o que representa uma descida de 15,37% face aos 22,9 milhões enviados no mesmo mês do ano anterior.

Em sentido inverso, os angolanos a trabalhar em Portugal enviaram para o seu país de origem mais de 1,6 milhões de euros, o que equivale a uma subida significativa, de 88,2% face aos 850 mil euros que tinham enviado em agosto do ano passado.

No total dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, os dados disponibilizados pelo Banco de Portugal relativamente a Agosto não especificam os montantes por país, mas revelam que um total de 20,3 milhões de euros foram enviados pelos portugueses residentes em países africanos, o que revela uma descida de 13,86% face a agosto de 2014.