O Governador do Banco de Portugal (BdP) defendeu esta terça-feira que a comunidade não pode segurar ou dar garantias permanentes a quem arrisca nos investimentos bancários, sublinhando a importância de aumentar a literacia financeira.

“Quando as pessoas esfregam as mãos com alto rendimento não se perguntam nunca qual é o risco que está associado e, naturalmente, o risco anda associado: alto rendimento, alto risco”, disse Carlos Costa, acrescentando que a “comunidade não pode segurar” ou “dar uma garantia permanente àqueles que assumem risco”.

Carlos Costa estava a referir-se aos clientes do papel comercial do Grupo Espírito Santo comprado aos balcões do BES. São cerca de 2.500 os clientes do Novo Banco com papel comercial do GES no montante total de 527 milhões de euros que ainda não foram reembolsados.