A dívida pública na ótica de Maastricht voltou a subir em julho, para os 224.525 milhões de euros, depois de dois meses de recuo, segundo números divulgados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal (BdP).

Segundo a Lusa, de acordo com o boletim estatístico do Banco de Portugal divulgado hoje, a dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas subiu cerca de 0,58%, passando de 223.215 milhões de euros em junho para os 224.525 milhões em julho.

A dívida pública nesta ótica tem vindo a crescer consecutivamente desde o início do ano e inverteu a tendência apenas nos meses de maio (224.503 milhões de euros) e de junho (223.215 milhões de euros).

Destes 224.525 milhões de euros registados em julho, 101.040 milhões dizem respeito a empréstimos (onde se incluem os do resgate financeiro internacional), que diminuíram face a junho (101.778 milhões de euros).

Para a evolução do stock da dívida contribuiu sobretudo a dívida contraída na forma de títulos, atingindo os 109.912 milhões de euros em julho, menos 998 milhões de euros face a junho.

Também a dívida líquida de depósitos da administração central subiu em julho, para os 206.207 milhões de euros, depois de em junho se ter fixado nos 204.013 milhões de euros, de acordo com o banco central.

O Banco de Portugal divulgou em agosto que a dívida pública portuguesa alcançou os 134% do Produto Interno Bruto (PIB) no final do primeiro semestre do ano, acima da meta agora revista pelo Governo no segundo orçamento retificativo de 130,9% do PIB para o conjunto do ano.