Os indicadores relativos à atividade económica e ao consumo privado medidos pelo Banco de Portugal (BdP) voltaram a diminuir em abril, de acordo com os dados hoje divulgados.

Em abril, o indicador coincidente mensal para a atividade económica apresentou uma redução, ao passar de 0,4 em março para 0,1. Este é já o quinto mês consecutivo em que este indicador cai.

No mesmo sentido, também indicador coincidente mensal para o consumo privado diminuiu, ainda que ligeiramente para 2,4, face aos 1,3 de março.

Os indicadores coincidentes do BdP são indicadores compósitos que procuram refletir a evolução de determinado agregado económico.

O indicador do consumo privado avalia, através de informação quer quantitativa quer qualitativa a evolução dos gastos das famílias em bens de consumo como alimentos, vestuário, lazer, educação, saúde, excluindo as despesas em bens duradouros como habitação, que são consideradas investimento.

Já o indicador coincidente da atividade económica reflete a tendência geral acerca dos desenvolvimentos económicos.