A informação foi avançada pelo Jornal de Negócios, que sublinha que a oferta apresentada pela Apollo, a única a ser melhorada no âmbito da terceira fase deste processo, será a terceira a ser alvo de negociações, no caso de a Fosun e o Banco de Portugal não chegarem a acordo.



terminou sem acordo



prejuízos de 251,9 milhões de euros



“o melhor que o Banco de Portugal conseguir alcançar"