A dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, recuou no segundo trimestre deste ano para os 128,6% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo o Banco de Portugal.

De acordo com o boletim estatístico divulgado esta quinta-feira pelo Banco de Portugal, no final de junho, a dívida pública de Portugal ascendia a 225.456 milhões de euros, mais de 3.700 milhões abaixo do valor verificado no final do mês anterior, em que se cifrou nos 229.204 milhões de euros.

Comparando com o primeiro trimestre do ano, o último período para o qual o banco central disponibiliza o rácio da dívida sobre o PIB, este indicador passou os 129,6% em março para os 128,6% em junho.

Contas externas com saldo positivo de 214,4 milhões 

As contas externas de Portugal registaram um saldo positivo de 214,1 milhões de euros no primeiro semestre, 4,5 milhões de euros abaixo do saldo registado no mesmo período de 2014, que teve um excedente ligeiramente superior, de 218,6 milhões de euros.

Até junho deste ano, a balança corrente registou um défice de 850,5 milhões de euros, ligeiramente melhor do que o saldo negativo de 950,8 milhões de euros verificado nos primeiros seis meses de 2014.