A dívida das administrações públicas aumentou mais de 2,7 mil milhões de euros em fevereiro, atingindo os 234.585 milhões de euros, segundo números divulgados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal (BdP), nota a Lusa.

De acordo com o boletim estatístico de abril, hoje publicado pelo banco central, a dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, foi de 234.585 milhões de euros em fevereiro, mais 2.716 milhões do que o verificado em janeiro.

Considerando os dois primeiros meses do ano, o Estado aumentou a dívida em 9.305 milhões de euros, uma vez que fechou 2014 com um endividamento de 225.280 milhões de euros, o equivalente a 130,2% do Produto Interno Bruto (PIB).

Numa nota divulgada hoje, a instituição liderada por Carlos Costa explica que este aumento nos dois primeiros meses de 2015 «reflete, sobretudo, emissões líquidas de títulos e de certificados de Aforro e do Tesouro».

Excluindo os depósitos da administração pública, a dívida pública na ótica de Maastricht caiu 372 milhões de euros em fevereiro quando comparando com o mês anterior, cifrando-se nos 207.984 milhões de euros no segundo mês deste ano.

Comparando com o valor registado no final de 2014, a dívida líquida de depósitos passou dos 208.128 milhões de euros em dezembro para os 207.984 milhões de euros em fevereiro, uma diminuição de 144 milhões de euros em dois meses.