O crédito malparado nas famílias voltou a subir e atingiu um novo recorde, representando em agosto 4,27% dos empréstimos concedidos, segundo dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal, escreve a Lusa.

O malparado registado no total do crédito concedido a particulares subiu de 4,21% em julho para 4,27% em agosto, num aumento de 0,06 pontos percentuais.

No início do ano, o crédito de cobrança duvidosa ultrapassou 4% do total dos empréstimos concedidos e desde então que alcança novos máximos todos os meses.

Também os créditos de cobrança duvidosa na habitação em percentagem do total do crédito concedido para este fim subiram de 2,43% em julho para 2,46% em agosto.

Em relação ao crédito ao consumo, os dados do Banco de Portugal mostram que o malparado voltou a aumentar ligeiramente de 10,92% em julho para 10,98% em agosto, depois de ter reduzido 0,07 décimas entre junho e julho.

Quanto ao crédito para outros fins, os números do regulador dão conta de que o malparado aumentou de 14,53% para os 14,77% nos dois últimos meses, alcançando também um novo recorde. Os créditos de cobrança duvidosa neste setor vinham a subir desde dezembro.