O crédito malparado de famílias e empresas desceu ligeiramente em setembro para 18.969 milhões de euros, depois de em agosto ter ultrapassado a barreira dos 19 mil milhões de euros, segundo dados nesta terça-feira divulgados pelo Banco de Portugal.

Em setembro, o total dos empréstimos concedidos pela banca ascendia a 204.893 milhões de euros, pelo que os 18.969 milhões de euros de créditos vencidos representavam 9,26% do total dos empréstimos, refere a agência Lusa.

Apesar da queda em valores absolutos do crédito malparado, de 31 milhões de euros, em setembro também diminuiu ligeiramente face a agosto o ‘stock’ do crédito às famílias e empresas (-0,3%), pelo que em valores relativos o crédito malparado caiu apenas de forma muito ligeira (9,29% setembro face a 9,29% em agosto).

Quanto ao crédito destinado a particulares, esse era em setembro de 121.166 milhões de euros (mais 21 milhões de euros ou 0,017% do que em agosto), dos quais 5.358 milhões é o valor do considerado malparado, ou seja, 4,42% do total. O valor percentual do malparado foi exatamente o mesmo registado em agosto.

Do total dos empréstimos a particulares, 99.580 milhões de euros correspondiam a créditos à habitação, num ligeiro aumento (0,06%) face ao mês anterior, sendo que 2,57% (ou seja, 2.557 milhões) eram de cobrança duvidosa. Mais uma vez, o valor relativo dos créditos de cobrança duvidosa foi exatamente o mesmo de agosto.

Já o montante emprestado pela banca para consumo das famílias atingiu 11.946 milhões de euros no final de setembro, o mesmo valor de agosto. Tendo em conta que daquele valor, 1.262 milhões correspondiam a crédito malparado, ou seja, 10,56% do total, e houve uma ligeira queda face a agosto.

No caso das empresas, no final de setembro, os empréstimos concedidos foram de 83.727 milhões de euros, o que perfaz o terceiro mês consecutivo de queda.

O crédito de cobrança duvidosa das empresas passou de 13.736 milhões em agosto para 13.611 milhões, numa melhoria de 0,91%, sendo que a percentagem de crédito malparado manteve-se nos 16,26%.