O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, será ouvido no parlamento a 12 de junho, depois de ter sido nomeado pelo Governo para um segundo mandato à frente do banco central, nos termos da lei em vigor.

Na quinta-feira passada, o Governo decidiu enviar à Assembleia da República uma proposta de recondução de Carlos Costa como governador do Banco de Portugal e, nos termos da lei em vigor, a sua nomeação para um novo mandato de cinco anos tem de ser precedida de uma audição em comissão parlamentar.

Nesse sentido, Carlos Costa será ouvido pelos deputados na Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública a 12 de junho, confirmou hoje à agência Lusa presidente daquela comissão, Eduardo Cabrita (PS).