A atividade económica aumentou em agosto pelo segundo mês consecutivo, enquanto o consumo privado manteve a tendência de queda iniciada em janeiro, de acordo com indicadores divulgados hoje pelo Banco de Portugal (BdP).

Segundo os números do banco central, o indicador coincidente mensal para a atividade económica subiu para 0,5% em agosto, face aos 0,3% de julho. Esta é a segunda subida consecutiva do indicador para a atividade económica, depois da estabilização em junho (0,2%).

Face aos números divulgados verifica-se que os 0,5% em agosto é o mais elevado desde março e sugere uma recuperação na economia portuguesa, que tem vindo a abrandar nos últimos trimestres.

Quanto ao consumo privado, o indicador do Banco de Portugal continua a apontar para um abrandamento. O indicador registou um crescimento de 1,6% em agosto, abaixo da taxa registada em julho (1,8%) e até da percentagem verificada em dezembro de 2013.