O Banco Central Europeu (BCE) considera que os sete países aspirantes a entrar na zona euro não cumprem "os critérios de convergência legal" e têm incompatibilidades em relação à independência dos respetivos bancos centrais.

No último relatório de convergência, publicado esta terça-feira, o BCE sublinha que muitos dos sete países - Bulgária, República Checa, Croácia, Hungria, Polónia, Roménia e Suécia - fizeram progressos consideráveis para entrar na União Económica e Monetária.

Os sete países sob supervisão cumprem com “a maior parte dos critérios económicos quantitativos mas nenhum cumpre todas as obrigações estabelecidas no Tratado, que incluem os critérios de convergência legal", defende o BCE.