O Banco Central Europeu (BCE) mostrou-se convicto de que a Grécia vai permanecer na zona euro e instou Atenas a alcançar rapidamente um acordo com os credores internacionais.

O vice-presidente do BCE, Vítor Constâncio, informou, na apresentação do último relatório de estabilidade financeira, que "legalmente não é possível" expulsar qualquer país da zona do euro, mas que o próprio país é que tem de o solicitar voluntariamente.

"Assumimos que não vai ocorrer, estou convicto de que não vai ocorrer", afirmou o vice-presidente do BCE sobre a possibilidade da Grécia sair da Zona euro, durante uma conferência de imprensa.