O Novo Banco colocou um processo judicial ao Banif, no qual exige 52,6 milhões ao banco liderado por Jorge Tomé, apurou o Diário Económico.

O diferendo estará relacionado com operações cruzadas que foram desfeitas no seguimento da resolução do BES, a 3 de agosto de 2014. O processo deu entrada em tribunal a 28 de abril.

Segundo o relatório e contas do Banif relativo a 2014, o risco associado ao processo judicial do Novo Banco já está coberto pelas provisões que o banco constituiu no ano passado.

Há vários processos a decorrer na sequência da resolução do BES, sendo que os mais conhecidos são os dos clientes lesados com papel comercial do GES e o processo da Oak Finance.