O banco norte-americano JPMorgan vai pagar quatro mil milhões de dólares (três mil milhões de euros) para indemnizar particulares no quadro de um acordo de 13 mil milhões com o Departamento de Justiça, noticiou o «Wall Street Journal», escreve a Lusa.

Aqueles quatro mil milhões vão-se traduzir em perdões de dívida, designadamente para os devedores em dificuldades, ou demolições em quarteirões pobres onde as habitações abandonadas desvalorizam as outras propriedades, acrescenta o diário, na sua edição de segunda-feira, citando fontes conhecedoras do processo.

Os termos do acordo estavam a ser concluídos na noite de segunda-feira, o que abriria a porta a um acordo global, que pode ser anunciado hoje.

O JPMorgan Chase tinha dado um primeiro passo, no final de outubro, para a resolução dos seus problemas com a justiça norte-americana, resultantes da sua conduta no mercado imobiliário antes da crise, ao pagar 5,1 mil milhões de dólares às agências para-públicas de refinanciamento hipotecário Freddie Mac e Fannie Mae.