O governo grego fez algumas alterações ao controlo de capitais no país, através de legislação publicada esta segunda-feira.

O Ministério das Finanças permite agora que os gregos transfiram até 500 euros para contas no exterior do país.

Alargou também o limite máximo da quantia que os pais podem enviar para os filhos que estão a estudar no estrangeiro. Até aqui era de cinco mil euros, agora poderão enviar até oito mil euros.

Os gregos voltam a poder abrir contas bancárias, operações que estavam suspensas desde que a Grécia instituiu o controlo de capitais, a 29 de junho, mas essas contas só poderão ser movimentadas para pagar contas ou créditos.

O limite máximo de levantamento semanal continua inalterado nos 420 euros.

Recorde-se que Eurogrupo aprovou na passada sexta-feira o terceiro programa de ajuda para a Grécia, que vai disponibilizar ao país helénico um total de 86 milhões de euros durante três anos.