O Governo Regional dos Açores anunciou esta segunda-feira que está a acompanhar a situação do Banif no sentido de serem assegurados os objetivos definidos pelo Estado para a confiança e proteção dos depositantes e para o financiamento da economia.

Numa declaração escrita emitida pelo gabinete de imprensa do executivo açoriano, chefiado por Vasco Cordeiro, o Governo Regional informa que “tem vindo a acompanhar a situação do Banif através de contactos com o Governo da República, bem como com o Conselho de Administração do banco”.

“De acordo com as informações recolhidas, com destaque para as transmitidas pelo Ministério das Finanças, estão garantidas, desde logo, a ‘confiança no sistema financeiro, a plena proteção dos depositantes e as condições de financiamento da economia’”, refere a declaração.

Face a este compromisso, o Governo dos Açores afirma que “irá continuar a acompanhar o processo no sentido de serem permanentemente assegurados os objetivos definidos pelo Estado para a confiança e proteção dos depositantes e para o financiamento da economia”.

“Tendo presente a importância do Banif na região, as garantias dadas pelo Governo da República constituem, naturalmente, um fator acrescido de confiança no funcionamento do sistema bancário nos Açores”, acrescenta o executivo regional

No domingo à noite a TVI avançou que o Estado estuda a aplicação de uma medida de resolução na instituição financeira, caso não se encontre um novo acionista durante esta semana para o banco.

Depois dessas informações, o Ministério das Finanças publicou uma nota a afirmar que está a acompanhar a situação do Banif, nomeadamente a tentativa de venda do banco a um investidor estratégico, mas sem adiantar os cenários em que poderá eventualmente estar a trabalhar.

Após a divulgação das notícias, o Banif revelou, em comunicado, que qualquer cenário de resolução ou imposição de uma medida administrativa não tem “sentido ou fundamento”.