O comissário europeu responsável pelo mercado interno deu ordens aos funcionários da sua Direção-Geral, que acompanha os assuntos relacionados com a banca, para suspenderem encontros e reuniões com banqueiros e seus representantes.

Numa nota interna da Direção-Geral da Comissão Europeia liderada pelo comissário Michel Barnier, a que a Lusa teve acesso, é pedido aos funcionários para suspenderem qualquer tipo de encontro com banqueiros, seus representantes, federações e outros relacionados até novas ordens

«Dada a pressão associada ao nosso trabalho e à sensibilidade dos nossos atuais dossiês, os trabalhadores da DG Markt [Direção-Geral do Mercado Interno e Serviços] não se devem reunir com banqueiros e os seus representantes, federações, etc. até nova ordem. Obrigado por cumprirem de forma escrupulosa a instrução do nosso comissário [Michel Barnier]», diz o aviso interno.

Este aviso surge numa altura em que se encontram em fases cruciais das negociações processos como o da União Bancária e quando a comissão prepara para apresentar nas próximas semanas algumas propostas, entre elas da reforma estrutural do setor bancário.

A comissão deu ordens aos funcionários para se focarem nas negociações e nos documentos que estão sob consulta interna, e cujos processos de consulta aos bancos e outros aos restantes interessados já terminou nesta altura.