O BBVA, segundo maior banco espanhol, retomou o objetivo de vender a atividade em Portugal, revela o diário espanhol ABC.

E na corrida à compra da operação estarão os candidatos à compra do Novo Banco: Apollo, Fosun e Anbang.

Em Portugal, a operação do BBVA inclui quatro negócios: a banca generalista, uma unidade de fundos de pensões, uma outra unidade dedicada a fundos de investimento, onde se inclui o BBVA Leasing, que constituiu o negócio pioneiro do banco em Portugal, e uma unidade de financiamento imobiliário.

Segundo o jornal, a decisão foi tomada em julho, na mesma altura em que o banco espanhol deixou de conceder crédito hipotecário.

Nos últimos exercícios, o BBVA já havia reduzido a sua presença em Portugal. Chegou a ter quase 150 sucursais, mas depois de sucessivos encerramentos, em dezembro de 2013 contava apenas com 83.

Desde 2011 que o banco acumula um prejuízo de 186 milhões. Só em 2013, o resultado negativo da instituição financeira foi de 111,3 milhões de euros. 
 
Recorde-se que o banco espanhol Bankinter comprou, na semana passada, a operação portuguesa do Barclays por cerca de 100 milhões de euros.

Entretanto, a imprensa económica cita fonte oficial da Fosun, que desmentiu que estivesse a estudar a compra da operação do BBVA em Portugal