O espanhol Bankinter, que comprou o Barclays Portugal, prevê alcançar lucros na operação portuguesa já em 2015, quer duplicar a quota de mercado para 10% na banca pessoal e privada, e elevar a rentabilidade do capital investido para 10% até 2020, segundo a Reuters.

O Bankinter fechou na semana passada a compra dos activos do Barclays em Portugal por 100 milhões de euros . Em comunicado, o banco disse que ambiciona ganhar terreno aos rivais.

Na banca pessoal e privada, a quota de mercado do Barclays em Portugal era de 6 e 5%, respetivamente.
"A compra do negócio de retalho do Barclays criará valor para os acionistas do banco e permitirá uma rentabilidade do capital investido da ordem de 10%", afirmou o Bankinter, em comunicado.

O negócio do Barclays em Portugal integra uma carteira de créditos de 4,88 mil milhões de euros, dos quais 2,94 mil milhões em ativos geridos em contas extrapatrimoniais.

A rede conta com 84 balcões, 1.000 colaboradores, 185.000 clientes, dos quais 20.300 empresas.

María Dolores Dancausa, CEO do Bankinter, disse que a operação "representa um marco na história recente do banco e constitui uma excelente oportunidade para o Bankinter e para os seus accionistas, do qual conseguiremos obter um rápido retorno a breve trecho".

A Bankinter Seguros de Vida, empresa controlada em 50% pelo Bankinter e pela Mapfre, comprou também o negócio de seguros de vida e pensões em Portugal, por 75 milhões de euros.