Os quatro maiores bancos portugueses conseguiram «escoar», no ano passado, mais de dez mil imóveis que tinham em carteira, o que equivale a 29 casa por dia.

Segundo o «Jornal de Negócios», este é um aumento de 50% face ao ano anterior, um aumento que teve por base a recuperação do mercado imobiliário e as condições de financiamento mais vantajosas oferecidas pela banca nas casas que se acumularam nos seus balanços.

O BES e o BCP, de acordo com os dados publicados na apresentação de resultados, venderam pouco mais de 3.400 casas, a CGD perto de dois mil e o Santander Totta 1.545, segundo dados disponibilizados ao jornal. O BPI não cedeu a informação.