A partir de dia 25 os bancos terão de passar a verificar as informações referentes a transferências bancárias de valor superior a mil euros, escreve o Diário de Notícias. Em causa estão as novas regras definidas pela Comissão Europeia a 20 de maio e que incluem todos os Estados-membros.

As novas regras surgem quatro meses depois da Europa ter descoberto um dos maiores escândalos financeiros das últimas décadas que envolveu o banco HSBC.

O objetivo é que as instituições financeiras estejam mais alerta e que se consiga prevenir situações de financiamento de terrorismo ou branqueamento de capitais.

Portugal terá ainda de fazer um levantamento para averiguar como, onde e quem é que, mais recorrentemente, se enquadra nas situações de branqueamento de capitais e de ajuda financeira a terrorismo. Depois as autoridades reportarão à Comissão Europeia, que fará um retrato global com base nestes elementos.