Os juros médios do novo crédito às empresas e famílias regressaram a níveis anteriores ao resgate da troika a Portugal, adianta o Diário Económico.

As taxas de juro médias caíram em dezembro para o valor mais baixo desde outubro de 2010, um ajustamento que é considerado essencial para o relançamento da economia portuguesa.

Embora ainda em níveis elevados, este é o primeiro grande sinal de alívio nos juros do crédito em Portugal, um sentimento confirmado pelo último inquérito aos bancos sobre o mercado de crédito, divulgado na semana passada.