Os administradores provisórios do Banco Madrid decidiram apresentar a insolvência da instituição desta filial do Banco de Andorra (BPA).
 
«Esta decisão responde à forte deterioração da situação financeira do Banco Madrid SA, como consequência das importantes retiradas de fundos de clientes que aconteceram depois dos últimos acontecimentos conhecidos e que afetaram a sua capacidade para fazer frente ao cumprimento pontual das suas obrigações», afirma o Banco de Espanha, citado pelo «El País».
 
Os depósitos estão garantidos pelo fundo de Garantia de Depósitos de Entidades de Crédito até um máximo de 100 mil euros por titular, mas estãi suspensos os depósitos e a retirada de dinheiro.
 
Na semana passada o Banco de Espanha decidiu intervir no Banco de Madrid. o BPA está a ser investigado pelas autoridades norte-americanas por suspeita de branqueamento de capitais. É uma entidade especializada em grandes fortunas e que recebeu a fortuna da família Pujol, depois de deixarem outro banco de Andorra.  

O Banco de Madrid foi a entidade encarregada de regularizar a situação depois da aprovação da amnistia fiscal.