O Novo Banco foi alvo de um processo judicial movido pelas empresas Oil Investments e Topbreach Holding, controladas por Américo Amorim.

A ação estará relacionada com as perdas que as duas empresas sofreram em aplicações em dívida de entidades do Grupo Espírito Santo (GES), no valor de mais de 170 milhões de euros.

A notícia foi avançada pelo jornal Expresso esta terça-feira. Américo Amorim quer que o Novo Banco reembolse duas das suas empresas em 179.317.699,43 euros, por causa deste investimento feito em dívida da Espírito Santo Irmãos.

A Topbreach e a Oil Investments tinham 179 milhões de euros investidos em instrumentos de dívida da Espírito Santo Irmãos (em processo de insolvência), o que representava pouco mais de 60% do total de créditos reclamados junto daquela empresa.