O Balcão Nacional de Arrendamento (BNA) emitiu 1.630 títulos de despejo entre janeiro de 2013 e 31 de março de 2014, num total de 5.017 requerimentos, segundo dados do Ministério da Justiça.

O Ministério, em informação enviada à Lusa, precisou serem valores recolhidos diretamente da aplicação informática e por isso não consolidados.

Entre janeiro de 2013 e final de março de 2014, foi registada a entrada no BNA de 5.017 requerimentos de despejo, dos quais 3.651 foram recusados.

Do total de requerimentos, 1.630 foram convertidos em títulos de desocupação do locado, acrescentou o gabinete da ministra Paula Teixeira da Cruz.

No primeiro relatório da comissão de monitorização da reforma do arrendamento urbano, datado de julho de 2013, dados da Direção-geral da Administração da Justiça indicavam que a maioria dos requerimentos de despejo respeitava a contratos celebrados após 1990.

O BNA, na dependência da Direção-geral da Administração da Justiça, foi criado para agilizar os despejos de inquilinos incumpridores.