O transporte aéreo continua com "crescimentos expressivos" em Portugal e os números do Instituto Nacional de Estatística comprovam-no. Só entre abril e junho aterraram nos aeroportos nacionais cerca de 50 mil aviões, em voos comerciais.

Em percentagem, falamos de um crescimento de 12,3% (+9,6% entre janeiro e março). Neste trimestre observaram-se crescimentos de dois dígitos nos movimentos em todas as regiões:

Continente +12,2%
Madeira +14,8%
Açores +11,5%

Nesta última região, houve abrandamento face aos trimestres anteriores. Entre janeiro e março, por exemplo, o crescimento tinha sido de 25,4%.

Quanto ao número de passageiros, aumentaram 11,2% para 12,06 milhões, entre embarques, desembarques e trânsitos diretos.

Quanto ao movimento de carga e correio, houve uma redução de 1,5%, "ainda assim menor que as observadas nos trimestres precedentes". As mercadorias transportadas por estrada diminuíram 1,7% em toneladas refletindo sobretudo a evolução da componente nacional (-2,8%).

Metro a crescer há um ano 

O número de passageiros dos metropolitanos de Lisboa, Porto e Sul do Tejo está a crescer há um ano. Entre abril e junho, aumento foide 10% para os 57,6 milhões. O balanço é do Instituto Nacional de Estatística. 

Pelo quarto trimestre consecutivo, houve aumento de passageiros em todos os sistemas de metropolitano. "Todos os meses do trimestre evidenciaram evoluções significativamente positivas, realçando-se o forte aumento de passageiros no mês de maio (+13,9%)", destaca o INE.

Entre abril e junho, os metropolitanos de Lisboa, Porto e Sul do Tejo transportaram 57,6 milhões de passageiros, o que constitui um aumento de 10,1% face ao mesmo período do ano anterior e de 4,9% em relação ao primeiro trimestre do ano.

Detalhando, no metropolitano de Lisboa o aumento de passageiros no 2.º trimestre foi 14,0% (+6,8% no primeiro trimestre), correspondendo a um total de 39,4 milhões de passageiros transportados.

No metro do Porto, o aumento foi de 1,8% (+0,3% no trimestre anterior), com o transporte de 15,2 milhões de passageiros,

No Metro Sul do Tejo, o acréscimo foi de 5,7% (+4,0% no primeiro trimestre), tendo viajado 3 milhões de passageiros.

No geral, o número de passageiros por via ferroviária aumentou 2,1% atingindo no total 33,6 milhões, correspondendo a 1.059 milhões passageiros-quilómetro.

Portos e comboios movimentam menos mercadorias

Nos portos, as mercadorias movimentadas diminuíram 1,0% no mesmo período, contrastando com os aumentos verificados nos trimestres anteriores.

Também as mercadorias transportadas por via ferroviária registaram uma redução de 4,1% em toneladas mas aumentaram 3,9% em toneladas-quilómetro.

O transporte rodoviário internacional (+4,3%) manteve a tendência de crescimento anteriormente verificada ainda que a um menor ritmo que o observado no trimestre anterior (+7,5%).