Os sindicatos que representam todos os trabalhadores da TAP estão a ponderar avançar com uma greve conjunta de quatro dias, ainda este mês de dezembro. As datas em cima da mesa, segundo o Público, são os dias 27,28,29 e 30 de dezembro, entre o Natal e o Ano Novo.

Os pilotos vão estar reunidos esta quarta-feira, em assembleia-geral, para decidir se aderem aos protestos.

A intenção da plataforma que junta 12 sindicatos da TAP é levar à suspensão do processo de privatização, que foi relançado em novembro pelo Governo. O objetivo é vender 66% do grupo, mas, a médio prazo, o Estado retirar-se do capital da TAP.

A concretizar-se esta greve, é só mais uma a juntar a um ano recorde de protestos: só em 2014 a TAP foi obrigada a cancelar mais de 700 voos por causa da paralisação dos pilotos, a 09 de agosto, e dos tripulantes, que pararam a 30 de outubro, 01 e 30 de novembro e 02 de dezembro.