A TAP vai duplicar a partir de março as ligações aéreas entre Lisboa e o Porto, passando das atuais 57 frequências semanais para 114, com tarifas a partir de 39 euros, anunciou hoje o presidente da companhia aérea Fernando Pinto.

Além do reforço das ligações entre Lisboa e o Porto, a TAP vai também reforçar em 59 frequências semanais as ligações a destinos já operados pela transportadora aérea nacional.

"Preferimos muito mais aumentar o número de frequências (do que o número de destinos). Precisamos cada vez mais de consolidar a nossa posição nos destinos fortes", defendeu Fernando Pinto, em conferência de imprensa.

“Tive oportunidade de conversar com o presidente da Câmara do Porto e dizer-lhe que este investimento permite uma ligação muito melhor para Lisboa. A nossa ideia é entrar em competição com o comboio e com o nosso sistema de autocarros, que é um dos nossos mais fortes competidores”, realçou Fernando Pinto.


Portugalia passa a TAP Express


A Portugalia (PGA), a transportadora regional do grupo TAP, vai passar a chamar-se TAP Express, e até julho vai ter a frota totalmente renovada com 17 aviões, anunciou também hoje Fernando Pinto.

Em conferência de imprensa, Fernando Pinto explicou que "duas marcas diferentes confundem os clientes", sobretudo os estrangeiros que "estranham muito".

Além da nova marca, a transportadora regional da TAP vai ter a frota totalmente renovada com aviões novos, adquiridos em ‘leasing', num investimento total de cerca de 400 milhões de euros.

Conforme a Lusa noticiou, além da aquisição de novos aviões, o plano de investimento na transportadora com vocação regional prevê um aumento da frota, que atualmente tem 16 aviões - seis Fokker 100, oito Embraer 145Private e dois Beechcraft 1900D - para 17 aeronaves (oito ATR52 com capacidade para 70 passageiros e nove Embraer 190 com capacidade para 100 passageiros).

Fernando Pinto realçou que a nova frota da Portugália (TAP Express) é 40% mais eficiente do que a frota atual.

Desde a privatização da companhia aérea nacional, formalizada a 12 de novembro, os novos donos da TAP - os empresários Humberto Pedrosa e David Neeleman - anunciaram a encomenda de 53 aviões à Airbus Widebody e de corredor único, onde se incluem 14 A330-900neo e 39 A320neo (15 A320neos e 24 A321neos), a que se juntam agora os novos aviões para a PGA.

Os empresários David Neeleman e Humberto Pedrosa estão hoje sentados na primeira fila na conferência de imprensa.