A TAP reforça a partir da próxima semana os destinos serviços no Brasil, através de um acordo com a Azul, a companhia brasileira de David Neeleman, um dos novos acionistas da transportadora nacional.

Em comunicado, a TAP informa que as vendas no âmbito da parceria já estão disponíveis e que o primeiro voo em code-share com a companhia Azul - Linhas Aéreas Brasileiras se realiza a 10 de dezembro.

Code-share é um acordo no qual duas ou mais transportadoras aéreas partilham o mesmo voo.

Assim, a TAP passará a oferecer, em voos identificados com o seu próprio código, um conjunto significativo de novos serviços para mais de 20 destinos no Brasil servidos pela rede doméstica da Azul, nomeadamente, Aracaju, Cascavel, Criciúma, Cuiabá, Campo Grande, Dourados, João Pessoa, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Ilhéus, Juiz de Fora, Joinville, Bauru, Londrina, Maceió, Maringá, Marília, Navegantes, Sinop, Palmas, Pelotas, Porto Velho, Ribeirão Preto, Rio Branco, São José, Teresina, Uberaba, Uberlândia e Vitória.

“Num mercado com a importância e dimensão continental do Brasil, em que a TAP tem apostado fortemente em termos de melhor penetração e abrangência geográfica, este acordo de ‘code-share’ com a Azul (…) aumenta consideravelmente a diversidade e atratividade das opções colocadas à disposição dos nossos clientes”, sublinhou José Guedes Dias, diretor de Alianças e Relações Externas da TAP.

Com a parceira, a Azul passa a disponibilizar serviços identificados com o seu código nos voos da TAP entre os 12 pontos de entrada servidos no Brasil - Fortaleza, Natal, Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, Porto Alegre, Manaus e Belém – e Portugal.

O empresário David Neeleman, dono da Azul, é - desde 12 de novembro - um dos novos acionistas da TAP, integrando o consórcio Gateway com Humberto Pedrosa, que detém 61% do capital do grupo.