O Sindicato dos Controladores de Tráfego Aéreo (SINCTA) anunciou esta sexta-feira que vai avançar para a greve a 10 de outubro, uma paralisação que decorrerá das 07:00 às 09:00 e das 15:00 às 17:00.

Em comunicado, o sindicato adianta que o pré-aviso de greve «já foi entregue às entidades competentes» e que «os serviços mínimos serão assegurados conforme o que está previsto no acordo existente sobre esta matéria».

A greve será realizada no âmbito de um protesto europeu, organizado pela Federação Europeia de Sindicatos de Controladores de Tráfego Aéreo (ATCEUC) e denominado Action Day [Dia de Ação, em português], contra o Céu Único Europeu II.

O SINCTA refere que, Alemanha, França, Itália, Espanha e Grécia já anunciaram paralisações para o dia 10 de outubro.

O sindicato acrescenta que na Bélgica, na Irlanda, na Holanda e na Suíça «estão previstas outras iniciativas que terão um impacto operacional muito relevante», sem adiantar mais pormenores.

O SINCTA cita a ATCEUC para referir que estas iniciativas vão «condicionar o movimento dos aviões nos céus europeus».

O Céu Único Europeu II, uma iniciativa da Comissão Europeia, visa «tornar os voos mais seguros, mais ecológicos e mais pontuais», permitindo que as companhias aéreas reduzam em 16 milhões as emissões de dióxido de carbono, e diminuam os seus custos anuais «entre dois a três mil milhões de euros», de acordo com a informação divulgada por Bruxelas em junho.