Os novos donos da TAP reúnem-se esta sexta-feira com os trabalhadores do grupo pelas 14:30, no refeitório das instalações da companhia, em Lisboa, um dia depois da assinatura do contrato que passou a maioria do capital para o consórcio Gateway.

“Na sequência da conclusão do processo de reprivatização da TAP assinada com o agrupamento Atlantic Gateway, convidam-se todos os trabalhadores a participar em reunião com representantes dos novos acionistas, que se realiza sexta-feira, dia 13 de novembro, pelas 14h30, no refeitório geral, na sede da companhia, em Lisboa”, lê-se na comunicação enviada aos trabalhadores do grupo TAP, a que a Lusa teve acesso.

A Comissão de Trabalhadores da TAP criticou esta sexta-feira o Governo por ter “apressado a privatização" da companhia aérea portuguesa, mesmo depois de o executivo ter sido “chumbado” na Assembleia da República.

A Parpública anunciou na quinta-feira à noite a assinatura do acordo de conclusão da venda direta de 61% do capital da TAP ao consórcio Gateway, detido pelos empresários Humberto Pedrosa e David Neeleman.

O dirigente do Sindicato Nacional de Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) Nuno Fonseca disse esta sexta-feira que a estrutura continua a ser contra aprivatização da TAP, mas que o "objetivo de defesa dos trabalhadores" se mantém.