A operação da companhia aérea alemã Lufthansa deverá retomar a normalidade na quinta-feira, depois do Tribunal do Trabalho ter suspendido esta quarta-feira a greve dos pilotos, que levou ao cancelamento de 1.000 voos, com efeito imediato.

O Sindicato dos Pilotos suspendeu a greve iniciada na terça-feira na Lufthansa, depois do tribunal ter admitido a queixa apresentada na véspera pela companhia aérea alemã, por considerar que os objetivos do projeto não estão relacionados com o acordo coletivo de trabalho, confirmou fonte oficial da companhia à Lusa.

Entretanto, a Lufthansa cancelou 1.000 voos, o que afetou cerca de 140.000 passageiros.