Os principais aeroportos alemães encontram-se esta quinta-feira afetados por uma greve parcial convocada pelo sindicato Ver.di, e em Frankfurt, o de maior tráfego aéreo na Europa, foram cancelados metade dos voos programados.

Entre os voos programados com partida de Frankfurt encontram-se dois com destino a Portugal, um para Lisboa e outro para o Porto, de acordo com a informação disponibilizada na página oficial da internet da ANA ¿ Aeroportos de Portugal.

O voo da Lufthansa com partida do aeroporto de Lisboa, programado para as 7:20, com destino a Frankfurt foi igualmente cancelado.

Desde as 5:00 foram anuladas 550 chegadas e partidas, segundo informou uma porta-voz da empresa gestora do aeroporto de Frankfurt, Fraport.

A maioria dos voos afetados pertencem à companhia alemã Lufthansa, que quarta-feira anunciou o cancelamento de 600 dos seus 1.800 voos diários em todo o país, devido à greve convocada pelo Ver.di em torno das negociações do acordo coletivo de trabalho do setor publico.

Em plenas negociações para o contrato de trabalho coletivo do setor publico, o sindicato reclama um aumento salarial de 3,5%, mais um aumento de 100 euros para os empregados públicos tanto do Estado como das empresas locais.

As paragens parciais começaram hoje pelas 02:30 e vão prolongar-se até às 13:30.

De acordo com fontes sindicais citadas pela imprensa alemã, à primeira hora da manhã estavam em greve no aeroporto de Frankfurt 90% dos trabalhadores convocados: pessoal de terra e os encarregados dos controlos de passageiros e de faturação.

Os trajetos mais afetados pelos cancelamentos são os dos voos domésticos e as ligações europeias, principalmente as provenientes ou com destino em Frankfurt e Munique.

Além dos aeroportos, o sindicato Ver.di convocou esta greve de advertência para os trabalhadores de distintos serviços públicos, em diferentes regiões do país.