Pelo menos seis voos em Portugal estão hoje cancelados devido à acumulação de problemas causada pela greve de controlares aéreos franceses, apesar de o sindicato que apelou à paralisação já ter determinado o regresso à normalidade em França.

Os voos cancelados em Portugal tinham todos partida ou chegada ao aeroporto da Portela, em Lisboa, sendo cinco deles conduzidos pela TAP.

De acordo com informação divulgada no site da Ana-Aeroportos, três dos voos afetados deveriam chegar a Lisboa, um deles com origem em Zurique (às 08:10), outro vindo de Hamburgo (08:25) e o terceiro da Madeira (11:15).

Os restantes voos cancelados deveriam partir da Portela com destino à cidade da Praia (às 10:00), a Luanda (00:30) e a S.Tomé (00:40).

Na quarta-feira, mais de 60 voos foram cancelados nos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro devido à greve dos controladores de tráfego aéreo em França, que causou distúrbios em toda a Europa.

A paralisação, que deveria ter durado até domingo, foi «levantada» ao final da tarde de quarta-feira pelo sindicato que a convocou, o Unsa-CNIB, por considerar que «a gravidade e urgência da situação já foram exprimidas».

A greve dos controladores aéreos de França foi convocada em protesto contra a falta de investimento na navegação aérea, mas também a AEA-Associação das Companhias Aéreas Europeias defendeu na quarta-feira que estas paralisações se tornaram «inaceitáveis» por estarem «mais uma vez» a prejudicar transportadoras e passageiros.

A decisão do sindicato foi anunciada depois de um encontro com o secretário de Estado francês dos Transportes, em Paris.

Poucas horas depois, a Direção Geral de Aviação Civil disse ser necessário regressar à normalidade dos voos na quinta-feira (hoje).

Na terça e quarta-feira, aquela entidade da aviação civil pediu às companhias aéreas que anulassem cerca de 20% dos seus voos.