Cerca de 2.200 passageiros aguardam pela confirmação dos voos da TAP entre Cabo Verde e Lisboa, mantendo-se na expectativa quanto à possibilidade de embarcarem nas 25 ligações marcadas entre 01 e 10 de maio, disse fonte oficial.

Em declarações à agência Lusa, o delegado da transportadora aérea portuguesa em Cabo Verde, João Inglês, lembrou que o arquipélago não foi contemplado com qualquer voo de serviços mínimos durante a greve dos pilotos da TAP, convocada para aquele período pelo Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC).

"Até à data de hoje, são cerca de 2.200 passageiros que têm reserva só de Cabo Verde para Portugal", salientou João Inglês, lembrando que a TAP voa 16 vezes por semana para quatro destinos no arquipélago cabo-verdiano - Praia, Sal, São Vicente e Boavista.

O delegado da TAP em Cabo Verde adiantou que há vários dias que a companhia aérea portuguesa tem estado a contactar os passageiros no arquipélago com o intuito de os informar sobre a paralisação e da disponibilidade em alterar a data das viagens.

"Alguns alteraram as datas e outros foram reembolsados no valor do bilhete adquirido", acrescentou, sublinhando a possibilidade de os passageiros, uma vez reembolsado o valor do bilhete, poderem comprar um novo bilhete e viajar noutras companhias aéreas com ligações a Lisboa - apenas a TACV o faz.

"Os voos estão em aberto, mas só se saberá de facto se se realizam algumas horas antes", disse, indicando que a TAP já cancelou três voos para Lisboa - o de sexta-feira à noite, a partir da Cidade da Praia, e os de domingo a partir do Sal e de São Vicente.

Confirmados, garantiu, estão os voos de hoje à noite com destino a Lisboa, que partem da Cidade da Praia e do Sal às 23:55 locais (01:55 de sexta-feira em Portugal).