A Globalia, grupo que detém a Air Europa, desistiu da corrida à privatização da TAP, confirmou o presidente Juan José Hidalgo, em Miami (EUA), citado pela Europa Press.

«Desistimos da ideia, não se pode comprar uma empresa com tanto endividamento que não se possa sanear e gerir. Não podemos investir e ficar de mãos e pés atados. Ao não podermos gerir a empresa com critérios privados, desistimos», assegurou o responsável num encontro com a imprensa.

Recorde-se que a empresa que comprar a transportadora portuguesa não poderá recorrer ao despedimento coletivo por um período de 30 meses, decisão que resultou de um acordo entre o Governo e alguns sindicatos do setor.

Também durante os próximos três anos irão vigorar os acordos assinados entre a TAP e os sindicatos.

O Executivo quer vender 66% da companhia aérea, que encerrou o ano de 2014 com prejuízos de 46 milhões de euros.