Germán Efromovich exige ter acesso ao processo de privatização da TAP.

O candidato preterido, num requerimento enviado a Maria Luís Albuquerque e Pires de Lima, acusa a Parpública de “ilegalidade” e “opacidade” e ameaça recorrer aos tribunais para ver “assegurados os seus direitos legítimos”, revela o Diário Económico.

Segundo o empresário, é inaceitável a Parpública não ter dado resposta ao requerimento apresentado a 19 de junho, quando terminou na última sexta-feira o prazo legal para a Parpública conceder acesso à informação administrativa relativa ao processo de venda da TAP.

O pedido enviado à Parpública tem por base a intenção de contestar junto da Comissão Europeia a venda da TAP a Humberto Pedrosa e David Neeleman. A queixa deverá seguir para Bruxelas nos próximos dias.