As empresas de aviação a operar em Portugal querem que o Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) suspenda a entrada em vigor das taxas aeroportuárias propostas pela ANA, já no próximo ano.

Segundo noticia esta quinta-feira o «Diário Económico», o tema foi alvo de uma reclamação conjunta da Associação das Companhias Aéreas em Portugal (RENA) e da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), bem como protestos individuais de companhias como por exemplo a TAP, Lufthansa, KLM, Air France e British Airways.

«Pedimos ao INAC que esclareça e obrigue a ANA a explicitar na ótica da cobertura de custos por que está a aumentar as tarifas», diz António Portugal, diretor-executivo da RENA, citado pelo «Diário Económico».