Os trabalhadores da Autoridade Tributária vão fazer greve durante três dias, no mês de dezembro. O sindicato do setor exige o descongelamento das progressões nas carreiras.

Esta paralisação, marcada para os dias 19,20 e 23, vai coincidir com o final do prazo do programa de recuperação de dívidas fiscais e pode, inclusivamente, dificultar a coleta desses impostos.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, Paulo Ralha, prevê uma adesão em massa a esta greve, já que 9 mil dos 10 mil trabalhadores são sindicalizados.